Sabemos Escrever

Os alunos têm muito a dizer. Eis aqui mais um espaço para que suas idéias circulem...

23.9.06

A realidade da educação no Brasil

Observa-se através dos gráficos expostos nos gráficos do IBGE que a taxa de analfabetismo vem diminuindo. Em 1970, a estimativa de pessoas analfabetas era de 33,60% ; em 2002, a taxa obteve queda para 13,60%; o índice mostra um ponto positivo na educação. Assim também acontece com a taxa da escolarização de adolescentes, entre 15 e 17 anos, a qual cresceu em número considerável em algumas regiões do país.
A taxa de analfabetismo funcional assim como os outros, também reduziu, em algumas regiões mais e em outras em menor número.
Com referência a média de anos de estudo das pessoas, por idade, a taxa de pessoas com idades de 25 anos ou mais foi a única que teve queda no gráfico apresentado.
Na defasagem escolar entre crianças de 7 a 14 anos entre as regiões Sudeste e Nordeste esta última foi a qual obteve maior percentual em defasagem escolar.
A taxa de freqüência à escola é maior, entre as regiões do país, o Nordeste continua sendo superior no índice geral, porém o Sudeste vem ao topo na escala da faixa etária de 0 a 6 anos e 15 a 17 anos e na escala de 7 a 14 anos a região Sul supera as outras.
Segundo aos dados acima, apesar do crescimento de freqüência de alunos na escola e a taxa de alfabetização estar diminuindo, a defasagem escolar continua, pois muitos alunos devido à classe social, problemas familiares e interferências pessoais têm influenciado diretamente a oportunidade oferecida pelo governo cuja meta é a diminuição da taxa de analfabetismo e isso reflete em uma política de uma sociedade “melhor”.
Profa. Rose e Profa. Érica – Teia do Saber
23/09/2006

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home